Minha primeira vez em Miami

Em 29 de março de 2011 eu recebi um email especial. Era a confirmação do meu primeiro voo aos Estados Unidos, para a cidade de Miami. Comprei pelo site Decolar.com um voo da companhia TACA. Sim, uma companhia peruana que possuía bons indicadores, boa fama, e era a mais barata de todo o site, o que era mais importante para mim. Esta viagem durou 4 dias, mas aproveitei bem menos que isso, já que o voo de ida era diurno, partindo às 06:10 do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (horário local), e chegando em Miami às 17:15 (horário local). Este voo tem conexão em Lima, Peru. Mas por que fui à Miami para ficar apenas 2 dias completos?

Bem, primeiro, porque eu já estava de olho em conhecer Miami há algum tempo, mas as férias do trabalho estavam longe, e era um período onde eu não poderia me ausentar nem por uma semana. Então resolvi utilizar duas folgas (quinta e sexta, o máximo que consegui) e encarar. Segundo, porque o preço da passagem estava muito convidativo. Cerca de US$ 600, e o Decolar ainda permitia parcelamento em 10 vezes sem juros. Terceiro, porque eu estava prestes adquirir/renovar alguns produtos eletrônicos meus. Por exemplo, queria comprar um iPhone e uma câmera fotográfica DSLR Nikon D7000, lançada em Setembro de 2010. A diferença de preço entre os eletrônicos que eu queria comprar, comparando preços no Brasil e em Miami, pagava tranquilamente o preço do voo de ida e volta, e mais o hotel. Pagaria até o carro, se eu não tivesse exagerado. Mas isso é outra história…

Voo comprado, restava reservar o Hotel. Fui no Booking e achei o Hotel Midtown Inn, que fica em Downtown Miami. Eu o escolhi em virtude do preço baixo, recomendações boas no Booking e conveniência (estacionamento gratuito, wifi gratuito etc.).

Hotel Midtown Inn

Hotel Midtown Inn

Faltava o carro. Gosto bastante de carros. Carro intermediário na AVIS de Miami é Jetta, Civic, Corolla, Cruze etc. Mas pensei: “Por que não uma BMW?!”. A BMW 328i pertence ao grupo “Cool Car”, que são carros mais caros e não possuem similar, ou seja, você leva o carro que escolheu. E pelo que me lembro, a diária custaria cerca de R$ 200. O que seriam 3 diárias para pilotar uma BMW, não é?! Pois é… Mas chegando lá, por alguma bobagem deles, eles ficaram sem a BMW e tiveram de me oferecer outro carro. O Infiniti G37 foi a minha escolha. Na época, custava um pouco mais que a BMW 328i, e parecia ter tudo que sua concorrente, mas não fui cobrado em nada a mais pela troca, pois o erro foi deles. Infiniti é a divisão de luxo da Nissan, assim como a Lexus é a divisão de luxo da Toyota. Peguei o carro achei espetacular! Motor 3.7L V6 que gera 328 cv (cavalos de potência). Para efeito de comparação, um Chevrolet Celta 1.0 possui 78 cv, um Ford Fiesta 1.6 possui 107 cv, e um Honda Civic 1.8 possui 140 cv.

O carro era espetacular! Vejam algumas fotos:

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Infiniti G37

Peguei o carro na AVIS e fui direto para BestBuy comprar algumas coisas. Estava cansado, porém lembrava que o tempo era curto, e se eu fosse para o hotel, acabaria dormindo. Então resolvi parte da compra de eletrônicos, e depois fui para o hotel.

No outro dia fui ao Sawgrass. Passei metade do dia lá, olhando e comprando. Fui novamente na BestBuy, Apple Store, Sports Authority (excelente para artigos esportivos). Depois conheci lojas de departamentos de rua como Marshalls e Ross Dress for Less. Tudo isso me consumiu o dia inteiro. E eu ainda não tinha comprado tudo que precisava.

No outro dia, dei uma volta de carro por Miami Beach e Miami Downtown. Após almoço na Collins Avenue, andei a pé um pouco por essa avenida. Curioso que, embora o tempo estivesse excelente (e bastante quente), eu não pisei na areia da praia. Eu sequer vi a praia, mesmo estando em Miami Beach. Isso foi motivo de muita gozação no meu trabalho rss. Mas eu não fiz questão, pela falta de tempo.

Eu queria comprar o iPad 2 recém lançado em 11 de março de 2011, porém estava muito difícil de ser encontrado. Fui até na Apple Store do Dadeland Mall e na Apple Store The Falls, distante cerca de uma hora de Miami Beach, mas estava esgotado. À noite, fui conhecer a Lincol Road, jantei, e acabei comprando um MacBook Air no lugar do iPad.

Chega o dia de retorno. Lembro de não ter feito quase nada nesse dia, mesmo o voo sendo por volta das 17:00. Almocei no Red Lobster, restaurante que recomendo bastante (meu favorito: Lobster Lovers Dream – um prato sazonal). O voo da TACA sai cerca de uma hora atrasado, e na conexão em Lima, tivemos que correr (literalmente), pois estavam anunciando exaustivamente “última chamada” para o voo para o Brasil (apressando o pessoal da conexão). Embarque realizado, segui para o Rio de Janeiro. Cheguei às 4:30 da manhã.

Esta deve ter sido a viagem mais exaustiva da minha vida, mas também uma das melhores! Criei coragem e fui longe, sozinho. buscando e comprando tudo o que eu queria. Foi uma sensação muito boa. É como inaugurar uma nova era. E inaugurou! Desde então, não parei de ir! Voltei várias vezes à Miami, em algumas conjugando Key West e Orlando, além de Nova Iorque. Mas essas são temas para outras postagens…

2 ideias sobre “Minha primeira vez em Miami

    1. admin Autor do post

      Iara,
      Já comprei com muita, média e pouca antecedência.
      Esse negócio de “quanto antes comprar, melhor” não é verdade. Na viagem para NY que fiz em março de 2013, fiquei acompanhando preço durante dezembro e janeiro, e se não me engano, girava em torno de R$ 2.000,00. Isso em voo com escala, pois voo direto estava um pouco mais caro. Em fevereiro, um mês antes de viajar, apareceu uma promoção na TAM, voo direto, por cerca de R$ 1.650,00 (era coisa de US$ 600 ou US$ 700, mais taxa de embarque). Comprei com menos de 30 dias de antecedência e foi uma ótima compra. Agora, a passagem poderia ter subido e, quanto mais próximo, ficar mais cara ainda. Como era passeio e eu poderia ou não viajar, deixei correr e fui acompanhando. Se você está planejando algo maior, envolvendo mais pessoas, não é bom arriscar. Comece a monitorar os preços com 6 meses de antecedência e quando ela ficar no preço que você acha “justo”, compre.
      PS: Isso são valores do ano passado. Estarei indo novamente para NY em março (mês que vem), e os preços estão em torno de R$ 2.600,00, por conta do dólar. Porém, desta vez comprei com milhas. 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *